Paraty, Rio de Janeiro
27.12 a 02.01
Pt | En
27.12 a 02.01 Paraty,
Rio de Janeiro

Line Up

Gop Tun DJs
Gop Tun é uma festa, selo e coletivo formado por Bruno Protti, Caio Taborda, Fernando Nascii e Gui Scott. Uma fusão de paixões e ambições, solidificada por um espírito musical complementar e a opinião unânime de que uma festa deve ser uma experiência transformadora. É um sistema coeso de curadores seletivos e curiosos, que nasceu numa era impiedosa da noite paulistana mas que conseguiu seu lugar ao sol e no radar dos amantes da música mundo afora. Entre suas festas mensais que apresentam uma diversidade de pesos-pesados internacionais e dois anos consecutivos produzindo e supervisionando a edição brasileira do Dekmantel Festival São Paulo, as festinhas para os amigos, que deram início ao núcleo parecem estar bem mais distantes que os seis anos que se passaram. O revival de bairros esquecidos da cidade, influenciada por escolhas inusitadas para os locais de seus eventos, levou à difusão dessa mistura singular do quarteto para o vasto e rico universo de eventos e festivais que atualmente definem o entretenimento musical no mundo. Percorrendo todas as principais cidades, o grupo logo se lançou no mundo, estabelecendo conexões memoráveis entre Berlim e São Paulo, Amsterdã e Rio, Estocolmo e Curitiba, Nova Iorque e Bogotá. A evolução natural destas relações, organicamente forjadas, veio com o nascimento do selo heterônimo. Focada em criar pontes entre artistas locais e sul americanos com os convidados internacionais de suas festas, ele se tornou um porto-seguro para a expressão de um saudável desinteresse em modismos e rótulos debilitantes – um poderoso caldeirão de ritmos globais.
Trepanado
Caso tentássemos visualizar uma forma humana para uma figura mítica que vertesse ritmos e melodias de forma incessante, não chegaríamos numa muito distinta como a assumida por Trepanado quando assume os decks, dentro ou fora de seu habitat, a Selvagem. E é isto que se traduz na concepção desta comunhão musical transnacional que chamamos de XAMA, onde ele atua para torná-la ainda mais excitante em sua segunda edição como co-criador, curador e, obviamente, animador.
Omoloko
Relatos sobre a última aparição desta persona que atende pelo nome de Omoloko nas areias de Algodões narram momentos de frenesi corporal entre todos os presentes. E é bem provável que sua aparição tenha sido eclética o bastante para ter ficado em suas memórias, assim como enérgica o suficiente para que ainda tenham persistido sinais no relevo e no ambiente daquela praia paradisíaca.
Forró Red Light (live)
O clima de arrasta-pé futurista que esta dupla nordestina radicada na capital do país criou é algo muito singular. Tanto que elevou seu renome entre os círculos musicais mais exigentes e levou seu nome aos mais distantes recônditos festeiros deste nosso imenso território. Um fenômeno que ganhou notoriedade nos últimos anos, mas que em muito foi amplificado pelo que fizeram no último XAMA. Quem estava lá, lembra bem de quanta poeira subiu e quanto cabelo deitou quando eles instalaram seu rala-bucho intergalático.
Millos Kaiser
Millos Kaiser é uma peça central deste festival por muito mais motivos que apenas ser um de seus idealizadores. Munido de seu voraz apetite etnomusicológico e sua irrefreável vontade de deslocar quadris de modo prazeroso, ele traz elementos indispensáveis ao que trazemos à Costa do Dendê e fazem de nossas peripécias ali um acontecimento do tipo que vale a pena ser repetido todo ano.
Lys Ventura
Influenciada pela cultura dos bailes de família, Lys cresceu num ambiente onde a rádio, instrumentos musicais, discos de vinil e passinhos sintetizantes de dança preveram sua trajetória. Sua discotecagem apresenta a batida brasileira, norte-americana e africana, mas, sua especialidade são os sets de música jamaicana como o Reggae e o Dancehall que coleciona em discos de vinil. Em suas apresentações, Lys traz a tradição do deejay como MC, através dos seus vocais e live mix. Vai esquentando o clima com esse set que ela gravou para a nossa série Gop Cast! //soundcloud.com/goptun/gop-cast-055-lys-ventura
Agrabah
Explorando as raízes e vertentes da House e Disco Music, Agrabah faz da versatilidade entre esses gêneros a inspiração para sua assinatura. Dj e pesquisadora curiosa, Ágatha Prado, o nome por trás do projeto, procura brincar com as sonoridades oldschool dos anos 80 e 90, ora fluindo pelas batidas em 4x4, ora mergulhando nos grooves de Break Beat, trazendo um pouco de atmosferas não convencionais de diferentes partes do mundo para as pistas de dança.  Como produtora, Agrabah acaba de lançar um EP pela Gop Tun Records. Ouve ai para ir esquentando. EP: //goptun.bandcamp.com/album/ghetto-hong-kong SC: //soundcloud.com/gatha-prado IG: @agrabah_
Giu Nunez
Dar vazão à própria criatividade através das criações alheias é uma das formas mais nobres de celebrar a riqueza musical de qualquer tradição, sendo também essência do que um DJ faz de melhor. É exatamente essa mesma atividade que Giu Nunez transforma em arte em cada uma de suas seleções, elas mesmas narrativas sublimes que exaltam tudo de melhor que a música consegue ser e evocar.
Gustavo Keno

Gustavo Keno é historiador de formação e todo o seu interesse musical é direcionado para canções e composições calcadas em temas sociais e religiosos do universo afro-brasileiro e da diáspora africana. Proprietário da “Ilê Discos” e figura central do canal “Juntos Com Certeza” no YouTube, tenta ativamente trazer à luz protagonistas e histórias que foram silenciadas entre os anos 80 e 90 no cenário brasileiro. O trabalho de pesquisa que desenvolve já foi apresentado em diversos labels importantes da cena nacional e internacional como Alter Disco, Banzeiro Coletivo, Gop Tun, Concreta Sala, Planet Trip Records, Rinse France e Balearic Banana.

Ubunto
Produtor musical e DJ, Ubunto é um artista baiano atuante na cena contemporânea da música brasileira desde 2014. Seus trabalhos incluem projetos autorais como os EPs “Vem Cá” (2015) e “Careta” (2018) e o álbum “Piva” (2016), além de produções musicais com nomes como Adriana Calcanhoto, Fafá de Belém, Vanessa da Mata, Alice Caymmi, Olodum, Majur e Fran Gil. Em 2020 atuou como curador musical e DJ residente do Camarote Expresso 2222, de Gilberto Gil, no Carnaval de Salvador, além de ter sido nome presente em eventos como Carnaval da Arara, Bloco do Silva, Carnageralda e Coala Festival.
DjChãnceDaSilva
A última passagem do chanceler Dani Souto pelo XAMA deixou um rastro de alegria e um doce aroma de folia para trás. E é improvável que alguém que tenha testemunhado algum de seus acachapantes sets durante essa visita possa ter esquecido de tudo que foi sentido ali. É por isso que deixamos para a imaginação de quem não estava lá tentar imaginar como foi aquilo, porque atinar é bem difícil.
Fantastic Man
Fantastic Man é o DJ e produtor de Melbourne, Mic Newman. Depois de uma série de gravações com seu próprio nome, Fantastic Man surgiu como um apelido irreverente para edições de house e excentricidades de clubes em 2011. Quase uma década depois, o som de Fantastic Man evoluiu para algo um pouco mais variado e mais difícil de definir. para baixo, com um catálogo cada vez maior de lançamentos se espalhando em todas as direções do espectro eletrônico.
Marta Supernova

Marta Supernova é DJ, produtora musical, artista visual e sonora que reside no Rio de Janeiro. Sua pesquisa sonora gira em torno de diversos gêneros, do techno ao soul, do house ao techno beat e experimentações com samples, acapellas e loops. Marta lança ainda esse ano o EP "Tá Foda Essa Bocada", pela Gop Tun Records.

Due
A paixão por uma boa pista de dança foi o que levou Patrícia Vasconcelos, artista conhecida como Due, a se descobrir como DJ na cidade de São Paulo. Da energia transformadora da cultura de festas de rua, entre libertadoras desconstruções e vivências essenciais para sua pessoalidade, nasceu ali o interesse pela música eletrônica, primeiramente a House Music, maior influenciadora da sua identidade musical.
Escombro (live)
Um evento sísmico é algo que surge em diversos graus, possui muitas intensidades e o resultado mais comum é o que usualmente chamamos de escombro. Invertendo essa sequência de fenômenos, Escombro e seu live gera ondas capazes de reconstruir a realidade à nossa volta de forma fascinante, reunindo corpos esparsos e espalhando forças cinéticas num ponto focal que faz tudo tremer.
Sputnik
Cauana

A atmosfera que Cauana constrói na pista é sempre imprevisível, com uma destreza vai além da manipulação rítmica e melódica. Sua energia musical é capaz de te transportar por passeios internos e intensos, sutis e secretos, expressivos e livres, através de fusões entre jazz, soul, house, breakbeat, downtempo e muita percussão.

Barbara
Bárbara Egídio é DJ, produtora e ativista cultural. Uma das criadoras do núcleo artístico 101Ø, de Belo Horizonte, sua formação musical tem influência 100% na cultura de rua e isso reflete nos seus sets sempre energéticos de house com intercalações de hip-hop underground. Tocando profissionalmente desde 2017, a DJ é uma das personalidades da cena eletrônica da capital mineira, já tendo passado por eventos como o Festival Sarará (MG), Gop Tun (SP), NEUE e BASE (POA), Caos Campinas, além da sua residência na festa 101Ø e sua participação no Boiler Room durante o carnaval de Belo Horizonte. //soundcloud.com/barbaraemanuelle //www.instagram.com/barbaraegidio/ //www.youtube.com/watch?v=zZnSz4J8k0k&t=149s
Pino Henrique Pedra
Explorar o mundo através de seus sons é um privilégio que celebramos em toda ocasião que tornamos a música parte de nossas vidas, seja onde, quando ou como for. Isto é algo que Pino entende como uma missão e leva a cabo em suas ousadas viagens musicais em que sua efusiva personalidade e eclética sensibilidade nos levam por paisagens sonoras as mais diversas. E, pensando que já que estaremos num lugar paradisíaco, o que parece mais perfeito que poder viajar sem sair do lugar?
Pedro Bertho
Larissa Jennings

Larissa Jennings é dj residente da @festaateas4, coletivo do Rio de Janeiro criado em 2017. Se no primeiro momento da FA4 sua atenção estava voltada para a construção da identidade visual da festa, hoje Lari conquistou espaço nas CDJs da cidade através de seu som que reúne principalmente referências de R&B, soul e hip-hop. Sua pesquisa transita na intersecção desses estilos com vertentes do house, juke e footwork.

Gigios
Discos Baratos
Discos Baratos é um projeto dos DJs e seletores Gui Scott e Pino Henrique Pedra que surgiu como um programa que vai ao ar mensalmente no site da Rádio Nova Iorquina @thelotradio, em www.thelotradio.com. "Barato" em português tanto pode ser algo de preço baixo quanto aquilo que dá prazer; uma sensação de curtição, portanto um adjetivo que pode muito bem descrever parte da pesquisa musical desses artistas. O projeto tem por objetivo trazer um pouco do que é esse garimpo de discos e CDs nas viagens dos dois pelo mundo. Produtos de banal existência, muitos deles por algum motivo esquecidos no tempo e com um incrível potencial quando retirados da poeira e trazidos para o deleite dos ouvidos e corpos mais curiosos.
Zasou

Zasou é um seletor do Rio de Janeiro encantado por temas cósmicos e emocionantes. É integrante do Pájaros Pintados, coletivo latinoamericano focado no resgate de faixas – inexplicavelmente – esquecidas, especialmente as melodicamente peculiares. Juntos, criaram uma série de podcasts feita por artistas convidados, um canal no youtube com achados musicais, gravaram mixes para canais oriundos de diferentes partes do mundo e apresentaram um programa mensal na Noods Radio (UK) em 2020. Digger aficcionado por música do Brasil e do mundo, os sets de Zasou são marcados por preciosidades dos mais variados ritmos e eras. Solar e igualmente soturna, sua seleção passeia do dream house ao downtempo baleárico, por edits autorais de música brasileira obscura, passando ainda pelo electro, street soul, synth pop e italo disco."

Bayma
Bayma é um artista inquieto, atuante na propulsão da cena recifense e nordestina a novos limites. Cofundador da Forninho Traxx, sua participação obstinada no cenário eletrônico de Recife lhe rendeu espaço para se apresentar em diversas festas e espaços locais e nacionais. Imerso em pesquisa por ritmos intensos e intrigantes, Bayma é capaz de entregar apresentações que contemplam desde os mais calmos e reflexivos cenários até a mais frenética das raves. Ainda que versátil, consegue manter uma identidade coerente e distinguível, enquanto transita entre diversos universos da música eletrônica. //soundcloud.com/goptun/gop-cast-064-bayma
amnt
Agitador, entusiasta cultural e pesquisador musical, amnt, é dj atuante na cena recifense há cerca 3 anos. De lá pra cá vem fomentando a cena local e matutando sua queda por timbres oitenoventistas em réplica à subversão contemporânea. Com influências do jazz ao goa, Victor pratica o desapego de gêneros e tempos para formar a sua expressão narrativa, podendo ela estar em congruência ou provavelmente não.