26.12 a 03.01 Praia de Algodões, Península de Maraú

Coletivos

Com suor, dedicação e muito amor – é assim que essa turma trabalha Brasil afora.

Conheça um pouco da história de cada crew que estará com a gente em Algodões.

1010
Belo Horizonte
A 101Ø nasceu em 2015 quando um grupo de amigos apaixonados por música resolveram criar uma festa para pagar as contas do apartamento em que moravam, no centro de Belo Horizonte, número 1010. A ideia deu certo, o público cresceu e hoje a label tornou-se uma das principais festas de música eletrônica do país, sendo responsável por recolocar a cena mineira em evidência na rota de grandes eventos do segmento.
De volta à lista de coletivos
Alter Disco
Curitiba
O coletivo curitibano, Alter Disco: surgiu em 2012, desenvolvido por um grupo de amigos que têm como estímulo a certeza de que poderiam fazer algo diferente pela cena local. Suas festas acabaram por mostrar que o caminho traçado era um percurso necessário para Curitiba, e aos poucos a Alter se tornou um sinônimo de liberdade de expressão e mudança de paradigmas sociais.
De volta à lista de coletivos
Climão
Rio de Janeiro
Climão começou em 2016 com a idéia dos amigos e DJs Gigios e Carrot Green de tocar long sets que pudessem contornar uma festa inteira, passando por momentos distintos sonoramente atentos ao flow da pista de dança. Sem barreiras sonoras, os dois e os eventuais convidados passeiam por suas coleções musicais livremente, tocando de tudo entre a música brasileira e o acid-house.
De volta à lista de coletivos
Discoteca Odara
Curitiba
A Discoteca ODARA é a pluralidade multicultural das coleções de discos imantada nas sensações infinitas que se dão no espaço onde corpos dançam ao som da música gravada. É encruzilhada, lugar comum, seguro, de todos para todos, lugar onde o diverso se encontra e vive um só.
De volta à lista de coletivos
DOMply
Rio de Janeiro
Domply é um novo projeto de eventos musicais que nasceu no Rio De Janeiro. As festas do coletivo seguem o comportamento instável, mesmo esquizofrênico do agora famoso “DOM”. Dom balada o público d’ele, de festas com o sol do lado de uma piscina com uma música solar, atè os lugares mais underground da cidade com um som experimental e eletrônico. O objetivo é de divulgar a música clube e nao clube, o Djing em toda a sua dimensão. Essa equipe de diggers sem fronteiras chegam no Xama em companhia do Craig Ouar e do Pedro Henrique Pedra. “Be Domply”.
De volta à lista de coletivos
Gop Tun
São Paulo
O Gop Tun é uma fusão de paixões e ambições, solidificada por um espírito musical complementar e a opinião unânime de que uma festa deve ser uma experiência transformadora. É um sistema coeso de curadores seletivos e curiosos, que nasceu numa era impiedosa da noite paulistana mas que conseguiu seu lugar ao sol e no radar dos amantes da música mundo afora.
De volta à lista de coletivos
Na Manteiga
São Paulo
Tudo Na Manteiga fica mais saboroso. Ela acentua sabores, aprimora texturas e realça fragrâncias como nenhum outro ingrediente. Uma metáfora perfeita para um projeto empenhado em trazer toda a opulência musical global até nós, onde quer que estejamos, seja em São Paulo, Amsterdam ou Algodões.
De volta à lista de coletivos
Neue
Porto Alegre
"A NEUE (nói) é uma festa itinerante de Porto Alegre - RS. Com produções em fábricas abandonadas, clubs ou até mesmo em um Barco, a festa busca redescobrir a cidade através da arte e da música. O projeto busca aliar estética retro futurista e sonoridade contemporânea explorando fundamentalmente as vertentes da Disco e da House music. Ao longo dos seus dois anos de existência, a NEUE já trouxe nomes importantes da cena eletrônica nacional e internacional como Joutro Mundo, Mr. Mendel (Holanda), Esa Williams (África do Sul) e Eric Duncan (US) além de ter co-produzido a edição de Porto Alegre da Gop Tun de São Paulo, produtores do Dekmantel Festival SP."
De volta à lista de coletivos
RARA
Rio de Janeiro
Locações inusitadas que ressaltam a beleza natural ou as construções históricas do Rio de Janeiro - sempre anunciadas na véspera das festas. Djs que ajudaram a fundar os gêneros House, Disco, Techno e tudo que há nesse meio do caminho - de preferência com mais de 20 anos de carreira. Cenografia a base de muita luz fria e laser. 3 anos, 16 festas, de Laurent Garnier a Derrick Carter, passando por Maracanã e um centro de pesquisa da IBM abandonado no meio da Mata Atlântica. Declarada por alguns como patrimônio cultural da cidade, tem nos RARA djs seus representantes sonoros - que prezam pela mistura de estilos que mantém uma pista acesa, mesmo depois de 4 horas da Miss Kittin passando seu rolo compressor.
De volta à lista de coletivos
Selvagem
São Paulo
Selvagem é uma festa surgida no fim de 2011, logo após Millos Kaiser e Trepanado aka Augusto Olivani, seus DJs residentes e idealizadores, se conhecerem. Seu primeiro habitat foi uma praça no centro de São Paulo, onde realizaram edições mensais e gratuitas para até 3 mil dançarinos. Não tardou para os dois DJs passaram a ser requisitados em outras festas da cidade, do país e fora dele também. Nos cases, um repertório sempre cavado fundo por Millos e Trepanado, contendo esquisitices brasileiras e grooves raros de sotaques variados.
De volta à lista de coletivos